Doces industrializados que fazem menos mal a quem tem diabetes

O número de pessoas que sofrem de diabetes no mundo é bem alto. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) só no Brasil, mais de 16 milhões de pessoas são afetadas pela doença.

Por conta desta condição, há um grande índice de indivíduos com restrições alimentares, e com isso há uma grande preocupação com a saúde (o controle da doença) e a obrigação de reduzir o consumo de alimentos com açúcar. No entanto, nós sabemos que não é fácil adotar um novo estilo de vida longe de chocolates e outras irresistíveis sobremesas.

Pensando neste público, a indústria alimentícia pouco a pouco vem desenvolvendo doces diet, para que os diabéticos possam consumi-los sem grandes consequências. O que é um avanço, pois apesar do número espantoso de diabéticos no Brasil, o mercado de alimentos desenvolvidos exclusivamente para este público é bem pequeno.

Mas, você sabe quais são as opções de doces industrializados para diabéticos? Neste artigo, nós trazemos algumas opções. Como dito, não são muitos, uma vez que o mercado tem começado a produzi-los recentemente, mas já quebram um grande galho. Confira!

  1. Cocada diet: Um doce rico em açúcar, especialmente em sua versão industrializada, a cocada é um dos doces favoritos dos brasileiros e, deixar de comê-lo pode ser um tanto difícil. O lado positivo é que a cocada diet é um dos poucos doces que podem ser encontrados à venda. Talvez encontrá-lo possa ser um pouco mais difícil do que os demais doces que citaremos a seguir, portanto, a sugestão também é fazer a cocada diet caseira, que é igualmente saudável e muito mais gostosa.
  2. Compota diet: Sabe aqueles “doces de vó” que encontramos em supermercados? Pois é, esta sobremesa também possui a sua versão diet. O melhor de tudo é o gosto é praticamente o mesmo ao da versão original do doce. É possível encontrar as compotas nos mais variados sabores, como de frutas, por exemplo. Até mesmo o doce de leite presente na maioria das compotas pode ser consumido pelos diabéticos, portanto, coma sem medo!
  3. Paçoca diet: Quem é que não gosta de paçoca? Um doce simples e bastante delicioso, as paçocas rolhas são os doces favoritos de muita gente. Algumas marcas especializadas em paçocas já possuem a sua versão diet, que pode ser consumida não só por este público mas por qualquer pessoa, já que o seu gosto é idêntico ao da versão original. A diferença só está na ausência de açúcar.
  4. Chocolate diet: O campeão dos doces e sem dúvidas a guloseima mais difícil de abandonar quando se descobre o diabetes. Antes, a maioria das marcas de chocolates já contava com a sua versão “zero açúcar”, e hoje também têm se investido na versão diet do alimento.

É o doce perfeito para os amantes de chocolates, mas que devem ter uma ingestão controlada de açúcar. O melhor é que eles são fáceis de serem encontrados: Supermercados, lojas de chocolates, shopping, farmácias e bombonieres.

2 respostas para “Doces industrializados que fazem menos mal a quem tem diabetes”

    1. Antes da era dos alimentos industrializados e processados, as pessoas comiam comida de verdade. Hoje, eles se espalharam e vivaram a refeição principal de muitas famílias.

      Diferente disso, estão os alimentos reais que consistem de carnes, vegetais, legumes, sementes e frutas da estação. Mas agora a agricultura industrial tomou conta do nosso abastecimento alimentar.

      Na tentativa de alimentar mais pessoas de uma maneira mais fácil e mais produtiva, a comida tornou-se “produtos” de alimentos cheios de produtos químicos.

      Existem perigos para a saúde em alimentos industrializados, que foram confirmados por estudos na área da saúde, eles consistem em:

      – Obesidade,
      – Câncer,
      – Doenças cardíacas,
      – Pressão arterial elevada,
      – Diabetes

      1- São Ricos Em Açúcar

      2- Contém Aditivos
      – Conservantes
      – Corantes
      – Sabor Artificial
      – Texturantes

      3- Alimentos Pobres Em Nutrientes

      4- Alimentos Ricos Em Gorduras Ruins

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *