Dicas para aplicação de insulina

A insulina é um hormônio fundamental no organismo de todas as pessoas. É este hormônio o responsável por colocar a glicose dos alimentos no interior das células, que necessitam desta energia para realizar as funções do nosso corpo. Também é a insulina quem controla os níveis de glicose do sangue.

Quando uma pessoa sofre de diabetes do tipo 1, ela necessita da s aplicações de insulina, uma vez que seu organismo não consegue produzir insulina suficiente para controlar a glicose. Já no tipo 2, o seu organismo não produz na quantidade adequada ou a mesma não é capaz de realizar sua função.

Mas, será que as pessoas que sofrem da doença fazem a aplicação da insulina de forma correta? Neste artigo, nós listamos algumas dicas para fazer a aplicação, além de mostrar as regiões mais indicadas para tal. Confira!

Locais de aplicação de insulina

É importante frisar que a aplicação da insulina deve ser sempre subcutânea, portanto, o ideal para a aplicação são as agulhas de agulhas de 4, 5, 6 ou, no máximo, 8 mm, levando em conta que a agulha deve apenas chegar na camada de gordura, sem alcançar os músculos.

Abdômen: Área de fácil acesso, que absorve a insulina de modo mais rápido e consistente. No caso de gestantes, é indicado fazer uso somente das laterais desta região.

Nádegas: Indicado para casos onde a absorção precise ser mais lenta. Além disso, o recomendado é fazer a aplicação na região superior externa.

Coxas: Também possui a absorção lenta, sendo indicada a aplicação na parte frontal ou externa.

Região externa do braço: Nesta parte, é recomendado que a aplicação da insulina seja feita por outra pessoa, uma vez que é uma região de difícil acesso.

Locais para evitar a aplicação

Assim como há os melhores locais para se fazer a aplicação da insulina, também existem certos locais que devem ser evitados, seja pela sua baixa absorção ou pelas dores recorrentes durante a aplicação. Confira as regiões:

Região interna das coxas: Se aplicada nesta região, o paciente irá sentir fortes dores ao caminhar.

Locais próximos a cicatrizes e pintas: É fundamental evitar regiões próximas a cicatrizes ou pintas, pois, além da complicação na perfuração, também existe a chance de causar dores posteriores e até mesmo machucados.

Áreas exercitadas: Não é recomendado fazer a aplicação de insulina em qualquer área do corpo que será exercitada na sequência (como nádegas, por exemplo). As atividades físicas farão com que aumente o fluxo sanguíneo, e isso fará com que a insulina de ação lenta seja absorvida de forma mais rápida que o normal.

Sobre a prega subcutânea

A prega subcutânea é uma pinça com os dedos polegar e indicador, que reduz o risco de aplicação na região muscular, quando a agulha possui um comprimento maior ou quando o indivíduo possui pouco tecido subcutâneo.

Rodízio das áreas de aplicação

É muito importante que o portador de diabetes faça um rodízio dos locais de aplicação de insulina. Do contrário, se realizada muitas vezes em uma única área, ela poderá sofrer lesões na pele, poderão ser formadas bolsas de gorduras e nódulos.

3 respostas para “Dicas para aplicação de insulina”

  1. muito bom gostei, pois, aplico a insulina do jeitinho que vcs ensinaram, não repito o mesmo lugar diversifico os locais. só tem um porém eu mesmo aplico(MAS APLICO BEM APLICADO) com perfeiçõ , mas valeu a dica obrigado .

      1. Meu nome é Joaquim de Sousa Leite tenho 63 anos de idade. Fiquei sabendo que era Diabético em 1999 diabetes tipo 2 foi o que a DRA Maria de Fátima me disse na época. Comecei tomando Dia bin esse mas não deu resultado aí comecei tomar Insulina regular e Não foi o que melhorou um pouco a minha diabetes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *