Diabetes na infância tem cura?

Considerada uma das principais doenças do século, a diabetes possui dois tipos: O I e o II. O tipo I da doença também é conhecido como Diabetes Infantil, e costuma se desenvolver antes dos 25 anos de idade, acometendo em sua maioria das vezes, crianças e adolescentes.

O Diabetes infantil é uma doença comum, com aproximadamente 145 milhões de indivíduos diagnosticados no mundo. O que difere o diabetes I do tipo II é a forma como ela ocorre.

O Diabetes do tipo I é definido como uma doença crônica, e ocorre quando o pâncreas da pessoa não consegue produzir adequadamente o hormônio da insulina. Por consequência, o sangue fica carente desta substância.

É a insulina o hormônio que possibilita as células do corpo de fazer uso da glicose para gerar energia. Sendo assim, quando há uma falha na secreção de insulina, a glicose permanece na corrente sanguínea e a hiperglicemia ocorre.

Quando a doença é diagnosticada na criança, muitos pais não sabem como lidar com a situação, pois a vida do paciente muda para sempre e novos cuidados devem ter tomados e redobrados a todo o momento. Com isso, muita gente se pergunta: O Diabetes Infantil tem cura?

Por se tratar de uma doença crônica, ela não possui cura, e como dito anteriormente, requer cuidados para toda a vida.

Quais são as causas do Diabetes Infantil?

A causa do diabetes tipo I em crianças e adolescentes ainda é desconhecida. Todavia, com elevada possibilidade, acredita-se que se trata de uma desordem autoimune, que ocorre quando o sistema imunitário ataca o próprio organismo.

Com esta consideração, no diabetes infantil ocasionada por alguma complicação externa ou infecção, o próprio sistema imunológico acaba atingindo o tecido saudável, consequentemente destruindo as células responsáveis pela produção de insulina no pâncreas.

Todavia, o diabetes infantil também pode ser uma doença hereditária em conjunto com infecções virais.

Sintomas do Diabetes Infantil

É muito difícil os pais perceberem que seu filho sofre de diabetes infantil. Neste caso para ajuda-lo a identificar a doença, é possível se atentar aos seguintes sintomas:

– Vontade frequente de urinar;

– Apetite frequente;

– Excesso de sede ao longo do dia;

– Cansaço;

– Moleza;

– Alterações no humor;

– Nervosismo;

– Náuseas e vômitos;

– Perda de peso (em alguns casos, o emagrecimento pode ocorrer mesmo quando o paciente sente fome excessiva).

Ao notar a existência de um ou mais destes sintomas, não hesite em buscar ajuda médica. Quanto antes diagnosticado e tratado o diabetes tipo I, melhor para o paciente.

Tratamentos do diabetes infantil

O tratamento do diabetes infantil visa a manutenção regular dos níveis de açúcar no sangue e controle da glicemia, para evitar complicações maiores. Além disso, cabe também ao paciente manter um estilo de vida saudável que envolve uma boa alimentação (controle da dieta) e a prática de exercícios.

Em relação a prática de exercícios físicos, é importante salientar que existe restrição em casos de hipoglicemia. Isso porque pessoas que possuem os níveis de glicemia muito baixos correm o risco de baixá-los ainda mais. Sendo assim, pacientes com estas condições não devem iniciar nenhuma atividade física.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *