6 dicas para o diabético sobre o exercício

Todo mundo sabe que os exercícios físicos são fundamentais para a nossa saúde e bem estar, de forma geral, seja para as pessoas que possuem complicações de saúde ou não. Todavia, em caso de pacientes portadores de diabetes, o procedimento requer todo um cuidado especial, que vai desde uma dieta alimentar saudável a controle dos índices de glicose.

Diferente do que muita gente pensa, a prática de exercícios é totalmente benéfica à saúde de pessoas diabéticas, inclusive tal combinação pode gerar melhoras para o organismo, uma vez que a musculação, por exemplo, pode auxiliar na redução do uso de alguns medicamentos.

É claro que, a pessoa que sofre de diabetes precisa ter alguns cuidados essenciais antes, durante e depois da prática dos exercícios. Se você quer saber que cuidados são estes, basta continuar a leitura, e ver as 6 principais dicas para o paciente diabético. Confira!

  1. Aliando a diabetes e exercício físico: O que boa parte da população portadora de diabetes desconhece, é que a morte pela doença pode ser evitada com o diagnóstico do preparo físico do paciente. Por isso, antes de dar início a qualquer prática de atividade física, consulte inicialmente um endocrinologista, pois ele saberá quais são suas limitações e se você pode ou não realizar atividades.

Acontece que apesar do diagnóstico médico, pessoas que sofrem da doença podem sim vir a praticar exercícios e treinamentos mais intensos assim como qualquer outra pessoa que não seja portadora da doença.

É recomendado também procurar por um educador físico, afinal existe alguns exercícios físicos que são específicos para cada tipo de paciente e diabetes, pois o controle e equilíbrio dos níveis de glicose variam bastante de acordo com o tipo da doença, além das atividades e problemas relacionados a ela.

  1. Ajuste na alimentação: A reeducação alimentar é fundamental para as pessoas diabéticas. E, no caso do início à prática de exercícios também é muito importante ter uma boa alimentação. Comer antes do treino físico é regra, e a melhor recomendação é um alimento que possua carboidrato, como uma barra de cereais ou uma fatia de pão integral. Também é fundamental ingerir bastante água.

Após o término da atividade, também é necessário fazer a ingestão de alimentos como estes, para repor as energias gastas com a atividade.

  1. De olho na glicose: Esteja sempre de olho nos níveis de glicose, seja antes, durante e após a prática de exercícios. A manutenção deve ser constante.
  2. Tenha sempre em mãos a pulseira identificadora: Uma das principais recomendações aos portadores de diabetes é sempre fazer uso da pulseira identificadora ou ter em mãos a carteira de identificação da diabetes, pois em caso de alguma complicação, as pessoas saberão como agir.
  3. Use sapatos confortáveis: Os sapatos dizem muito sobre o nosso desempenho em qualquer atividade física, e no caso de pessoas que sofrem de diabetes, esta atenção deve ser redobrada. Para evitar complicações nos pés e possíveis machucados, opte sempre por meias grossas e tênis bem reforçados e confortáveis. Jamais pratique qualquer exercício de chinelos.
  4. Outras doenças: Se o paciente é portador de outra doença além da diabetes, é de extrema importância que ele converse com um médico antes de dar início aos exercícios. Somente um profissional irá ajudar na dieta, nos exercícios recomendados a serem feitos, nos melhores horários e no uso de medicamentos.

Quais exercícios físicos o diabético pode fazer?

Esta resposta irá variar de acordo com o tipo de diabetes que o paciente possui. No caso de diabéticos que têm problemas na visão ou nos nervos dos pés, suas opções são bastante limitadas, devendo consultar antes um educar físico. O exercício mais recomendado para estes pacientes é a caminhada e outros exercícios aeróbicos.

Os indivíduos que possuem sensibilidade nos pés devem protegê-los, com meia e calçados resistentes e confortáveis.

Quanto aos demais diabéticos, os melhores exercícios a serem realizados são os aeróbicos (caminhada, natação, ciclismo, dança e corridas) e exercícios de resistência, como musculação e ginástica localizada. A musculação vem se mostrado a atividade física mais benéfica para os diabéticos, pois auxilia na redução da dependência dos medicamentos. No caso dos pacientes que sofrem do tipo II de diabetes, os exercícios de resistência diminuem a insulina e aprimoram o equilíbrio glicêmico, além da pressão arterial.

Já os pacientes que sofrem da diabetes tipo I, não há nenhuma comprovação referente às vantagens em se praticar exercícios de resistência, no entanto, acredita-se que estas atividades podem potencializar certos medicamentos.

O único cuidado a ser tomado é que, os exercícios de resistência devem ser realizados antes dos aeróbicos, para que não haja risco de hipoglicemia.

Os exercícios aeróbicos também trazem muitos benefícios ao organismo do paciente diabético, como a melhora no desempenho do coração e suas artérias, na funcionalidade dos pulmões, nas enzimas oxidantes e a densidade mitocondrial. A grande vantagem também é que, tanto no caso de pacientes do tipo I quanto II, o risco de morte por complicações cardiovasculares é reduzido de forma significativa.

Recomendações de exercícios físicos para cada faixa etária

Qualquer pessoa, de qualquer idade deve fugir do sedentarismo. E, de acordo com o Departamento de Saúde de Diabetes, há uma indicação de exercícios para cada faixa etária. Veja:

Crianças menores de cinco anos: Atividades no chão e na água.

Crianças acima de cinco anos: Três de exercícios em variados turnos, vindo a totalizar 180 minutos semanais.

Cinco a 18 anos: Exercícios físicos diários moderados ou vigorosos por uma hora. As atividades vigorosas devem ser feitas três vezes por semana, para fortalecer os ossos e músculos.

19 a 64 anos: Seja moderada ou mais vigorosa, os exercícios devem ser por duas horas e meia semanais, totalizando em 150 minutos, incluindo exercícios de fortalecimento dos músculos.

Acima de 65 anos: Exercícios físicos que ajudem na manutenção das funções cognitivas. As atividades podem ser divididas durante o dia, e requerem muitos cuidados, para evitar quedas e outros acidentes. Feitos em cinco dias semanais, devem totalizar em 150 minutos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *