15 pratos DELICIOSOS liberados para diabetes na gravidez

Durante a sua gravidez, a mulher pode vir a ser diagnosticada com diabetes. Conhecida como diabetes gestacional, a doença surge por conta de um aumento na quantidade de açúcar no sangue, uma vez que o pâncreas de algumas destas mulheres não consegue produzir insulina  suficiente que atenda às necessidades do seu organismo e do bebê.

Embora na maioria dos casos o diabetes gestacional seja uma condição que desaparece após o parto da doença, é fundamental neste período manter o nível de açúcar no sangue controlado. Assim, após ao dar à luz a mãe não corre o risco de desenvolver o tipo 2 da doença, além de não trazer o risco ao próprio bebê, de futuramente desenvolver tanto o tipo 1 ou o 2 do diabetes.

Sendo assim, é fundamental que durante toda a gestação a futura mamãe tenha uma alimentação balanceada, consumindo mais alimentos integrais e deixando de lado alimentos com açúcar e ricos em carboidratos.

Para te ajudar nesta missão, nós trazemos 15 pratos deliciosos que são totalmente liberados durante a gravidez e que não causam a diabetes gestacional – e para as mulheres que já desenvolveram a doença, também é permitido, uma vez que os pratos são saudáveis e mantém os níveis de açúcar controlados.

Sobre a alimentação da mulher com diabetes gestacional

Antes de apresentarmos a nossa lista com os 15 pratos, é importante ressaltar que a alimentação durante a gravidez deve ser bastante restrita e cuidadosa. É isso mesmo!

E sabe aquela famosa frase de “comer por dois?”. A grande verdade é que ela é um equívoco, pois a necessidade energética durante a gestação é menor do que se imagina, principalmente nos três primeiros meses. Ou seja, comer altas porções pensando que está beneficiando o bebê é um equívoco, e dependendo do que está sendo consumido, um perigo.

Dito isso, confira a seguir os pratos liberados no diabetes gestacional:

  1. Arroz integral, bife grelhado e vagem: Parece um prato simples, mas o bife é a paixão dos brasileiros. Mas, o segredo aqui está na sua preparação. Ao invés de fritá-lo – como é bastante comum -, deve-se grelhá-lo. Para acrescentar o arroz integral e a mistura, coloque uma concha média de feijão, uma sala de alface com cenoura, vagem e suco de laranja não adoçado.
  2. Almôndegas com brócolis refogado: Refeição que pode ser consumida tanto no almoço quanto no jantar, é importante ficar atenta às porções. Sirva-se de arroz (sempre integral), uma concha de feijão, 3 unidades de almôndegas, beterraba, salada de alface e tomate, brócolis refogado e suco de maracujá não adoçado.
  3. Carne assada com abobrinha refogada: Este prato é recomendado quando a mulher entra no segundo trimestre de gravidez. Este prato conta com 4 colheres de arroz integral, uma concha de feijão, 2 fatias finas de carne assada, abobrinha refogada, salada de tomate e repolho, e suco de uva não adoçado.
  4. Cookies integrais caseiros: Quem disse que os doces são inteiramente banidos do cardápio da gestação? Aqui, o cookie é integral, e ele pode ser tanto caseiro quanto industrializado, embora o industrializado não seja muito recomendado. Como acompanhamento, beba uma xícara de leite desnatado.
  5. Macarronada integral com quiabo refogado: Assim como o arroz, as massas devem sempre ser integrais. Aqui, combine o macarrão com um filé de frango assado ou grelhado, salada de rúcula e quiabo refogado.
  6. Filé de peixe com berinjela refogada: Arroz integral, feijão, um filé de peixe grelhado (ou assado), salada de agrião e tomate, e berinjela refogada.
  7. Banana com aveia em flocos: Um prato simples que pode ser consumido tanto no lanche da tarde quanto na janta. Embora parece leve, a aveia tem a função de proporcionar a sensação de satisfação, ou seja, você não sentirá tanta fome. Basta amassar as bananas em um pratinho e coloque sobre elas a quantidade desejada de aveia em flocos.
  8. Strogonoff de frango com couve-flor cozida: Arroz integral, strogonoff de frango e couve-flor cozida. Aqui, também é possível acrescentar (se quiser) uma salada de folhas. Geralmente, as pessoas não gostam de colocar salada junto do strogonoff, mas é uma opção.
  9. Carne moída refogada com salada de brócolis: Arroz integral, uma concha média de feijão e 3 colheres de carne moída refogada com tomate, cheiro verde e tomate. Como acompanhamento, adicione a salada de brócolis, cenoura crua ralada e vagem. Vale ressaltar que é fundamental ter cuidado com os temperos, portanto, se você tem o hábito de utilizar temperos artificiais, os elimine de sua dieta, pois eles são ricos em sódio e até mesmo açúcar.
  10. Castanhas-do-pará com queijo: Neste prato mais leve, recomendado para o jantar ou ceia, coma um pote de iogurte natural, uma fatia de queijo magro (ricota, queijo minas ou tofu) e duas castanhas-do-pará.
  11. Bife de peito de frango grelhado: Arroz integral, feijão, um bife de peito de frango grelhado e uma salada de agrião. Aqui, a bebida pode ser um suco de cenoura e laranja natural, sem adoçantes.
  12. Salada de agrião e pepino temperado: Um prato simples, delicioso e que ameniza a fome. A combinação aqui é de arroz integral, feijão, agrião e ¼ de pepino temperado apenas com limão e azeite.
  13. Rabanetes com filé de frango grelhado: A ideia deste prato é consumi-lo sem arroz e feijão. Aqui, a mulher irá comer um prato de folhas verdes (de sua preferência) com quatro rabanetes temperados com limão e azeite, e um filé de frango grelhado ou assado.
  14. Lentilha e filé de frango assado: A lentilha também deve ser consumida durante a gravidez por conta das suas fibras. Além do mais, ele é um alimento que solta o intestino, fator importante para muitas mulheres grávidas, que sofrem com a prisão de ventre. O prato aqui é composto de arroz integral, lentilha e um filé de frango assado.
  15. Grão-de-bico com batata cozida: Arroz integral, uma concha de grão-de-bico, uma batata média cozida e uma salada de alface e tomate.
  16. Filé de peixe ensopado com vagem refogada: Arroz integral, um filé médio de peixe ensopado e duas colheres de vagem refogada.

Uma resposta para “15 pratos DELICIOSOS liberados para diabetes na gravidez”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *